CIA revela como se comportaria caso Kim Jong-un de repente 'sumisse' - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

22/10/2017

CIA revela como se comportaria caso Kim Jong-un de repente 'sumisse'

'Simplesmente não comentarei', declarou Mike Pompeo

© Reuters / KCNA
O chefe da CIA, Mike Pompeo, contou o que a entidade fará se o líder norte-coreano, Kim Jong-un, "morrer de súbito".

"Quanto a Kim Jong-un, tomando em consideração a história da CIA, se ele sumir, eu simplesmente não comentarei isso", afirmou o diretor da instituição estadunidense, em respeito ao possível "desaparecimento" do líder norte-coreano, citado pela edição South China Morning Post.

O chefe da Agência Central de Inteligência norte-americana também adiantou como mudariam a entidade e seus objetivos.

"Planejamos nos tornar em uma agência muito mais maldosa", adiantou Pompeo.

Mais cedo, o alto responsável oficial comunicou que os EUA devem estar preparados para um ataque de mísseis por parte da Coreia do Norte, mas não conseguiu explicar como o país planeja impedir esse "último passo".

A confrontação entre Pyongyang e Washington tem-se intensificado após as manobras conjuntas dos EUA e Coreia do Sul, que incluíram o ensaio de um ataque contra a Coreia do Norte em caso de guerra. O país do juche, por sua vez, receia a ameaça norte-americana e está aumentando seu potencial nuclear e de mísseis.

Em setembro, a Coreia do Norte anunciou o ensaio bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio que, pelas avaliações dos especialistas japoneses e sul-coreanos, pode ter potência de 160 kilotons, ou seja, 10 vezes mais que uma bomba atômica. Este foi o 6º ensaio nuclear conduzido por Pyongyang.

Mais cedo, a Rússia e a China sugeriram à Coreia do Norte que esta anunciasse uma moratória em relação às provas nucleares e aos lançamentos de mísseis, enquanto a Coreia do Sul e os EUA se abstivessem de efetuar manobras na região, com o fim de estabilizar a situação. Entretanto, Washington ignorou a iniciativa. 

Fonte: NAOM - Com informações do Sputnik.