ARTIGO| "Muito mais que um hospital" - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

10/10/2017

ARTIGO| "Muito mais que um hospital"

Por: Ricardo Ayache*
O Hospital Cassems Campo Grande completa o seu primeiro ano de funcionamento e está cada vez mais bem preparado para enfrentar os desafios da medicina no século XXI.

Muito mais do que um hospital, a nossa unidade tornou-se referência em saúde, combinando alta tecnologia com humanização do atendimento.

Ao mesmo tempo em que foi o primeiro hospital a implantar uma sala cirúrgica de telemedicina em Mato Grosso do Sul, que com tecnologia inédita possibilita a profissionais de outros lugares do Brasil ou do mundo acompanharem procedimentos, também instituiu protocolos que priorizam a garantia de assistência e atendimento mais humanizados, com qualidade, eficácia, ética, efetividade e segurança.

Sabemos que a inovação tecnológica, a telemedicina e a robótica fazem parte de um caminho que só evolui, mas passos tão avançados não podem estar desconectados de um atendimento diferenciado, por isso temos como foco o cuidado centrado no paciente, desenvolvendo terapia individualizada, fazendo acompanhamento médico, social e psicológico de forma integrada e garantindo a convivência familiar.

Esse diferencial está presente em todo o processo de atendimento, desde o acolhimento do paciente, a internação até a alta hospitalar. 

Além de uma equipe altamente capacitada e treinada, o Hospital Cassems mantém intercâmbio de conhecimento com diversos centros de excelência do País, reconhecidos internacionalmente, o que possibilita a especialização permanente dos nossos profissionais. 

Assim, o nosso diferencial não está apenas na tecnologia de ponta, nos 14 mil m² de área construída, na estrutura do tipo hotelaria, nos 111 leitos, nas salas cirúrgicas informatizadas e dotadas de equipamentos de última geração para diagnósticos avançados e tratamentos de média e altas complexidades, está principalmente na busca permanente da garantia de assistência integral aos pacientes, ultrapassando o atendimento burocrático e em larga escala, e os muros da unidade, inclusive.

Por tudo isso, fomos o primeiro hospital de Mato Grosso do Sul a receber o selo de certificação do Instituto Latino-Americano de Sepse.

Nestes doze meses de funcionamento, contratamos cerca de 500 profissionais e temos um corpo clínico aberto, que conta com 500 médicos cadastrados, os quais realizam atendimentos e procedimentos em diferentes campos e especialidades, que vão da clínica a mais alta complexidade, como nas áreas de neurologia, cardiologia e oncologia. No primeiro ano, já computamos mais de 200 mil atendimentos.

Esses números ganham outra dimensão quando associamos a eles o afeto. Por essa razão, adotamos como lema “cuidar com afeto tem mais efeito”, e investimos para que nascessem iniciativas como o Plantão da Alegria, voltado para crianças, o Projeto Literatura Cura, que traz para dentro da nossa unidade poemas, contos e histórias únicas, e o Projeto Almofadas do Coração, que atende mulheres com câncer.

Além de diagnósticos precisos, tratamento clínico e cirúrgico corretos e eficazes, queremos que nossos pacientes tenham melhor qualidade de vida e acesso a ações que amenizem o seu sofrimento na dimensão emocional. Assim, cuidamos do corpo e da alma dos nossos pacientes.

Trilhando esse caminho, já alcançamos excelentes indicadores e obtivemos 95% de aprovação dos nossos beneficiários, de acordo com o Instituto Companhia da Pesquisa.

Esses resultados nos impulsionam a investir cada vez mais no oferecimento de novos serviços e especialidades, visando ampliar as nossas ações na promoção da saúde, no diagnóstico avançado, no tratamento, na cura e na melhora da qualidade de vida dos nossos pacientes. 

Esse é o nosso presente para todos os sul-mato-grossenses quando o Estado comemora os seus 40 de autonomia administrativa. Finalizo invocando o pensamento de William Shakespeare: “Não se deixe levar pela distância entre seus sonhos e a realidade. Se você é capaz de sonhá-los, também pode realizá-los”. O Hospital Cassems Campo Grande é uma prova disso.

*Médico cardiologista e presidente da Cassems