Vaso sanitário de ouro em museu de Nova York já foi usado por mais de 100 mil - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

01/09/2017

Vaso sanitário de ouro em museu de Nova York já foi usado por mais de 100 mil

Em 18 quilates, obra chamada ‘América’ está exposta há quase um ano e será retirada do Guggenheim em 15 de setembro. Artista italiano quis lembrar visitantes de sua ‘humanidade compartilhada’, segundo museu.

O vaso sanitário de ouro ‘America’, do italiano Maurizio Cattelan, em exposição no museu Guggenheim, em Nova York, em foto de 30 de agosto (Foto: Reuters/Brendan McDermid)
Os amantes de arte têm mais duas semanas para se sentarem e ponderarem o significado de “America”, o nome dado a um vaso sanitário de ouro 18 quilates que está sendo exibido no museu Guggenheim em Nova York há quase um ano.

Durante esse tempo mais de 100 mil pessoas visitaram a exibição do artista italiano Maurizio Cattelan, localizada no que parece ser um típico banheiro no quinto andar do museu. “Acho que a maioria das pessoas fica bem feliz em entrar lá e ter alguns momentos para fazer uma selfie ou seja lá o que for que decidam fazer”, diz Michael Zall, diretor associado de operações de instalações do museu.


Visitantes aguardam em fila para usar o vaso sanitário de ouro ‘America’, do italiano Maurizio Cattelan, em exposição no museu Guggenheim, em Nova York, em foto de 30 de agosto (Foto: Reuters/Brendan McDermid)
“America” encoraja uma interação inusitadamente próxima com a arte, e pretende lembrar aos visitantes de sua “humanidade compartilhada” na busca pelo sonho americano do sucesso, diz o Guggenheim em seu website.

Alguns visitantes acreditam que a obra de Catellan visa o excesso na sociedade e na arte.

“Ela se chama ‘America’. É um tipo irônico de declaração sobre riqueza e tolice na arte”, disse Avital Fryman.

Outros que estavam na fila para ver a luxuosa latrina se surpreenderam ao descobrir que ela funcionava de verdade.

“É definitivamente a primeira privada de ouro que eu já vi. Eu realmente não sabia o que esperar”, disse Hayden Tobin.

A exposição será encerrada no dia 15 de setembro.

Fonte: G1
Por Reuters