​Mulher diz que conviveu com cadáver porque amigo pediu para 'não avisar ninguém' - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

01/09/2017

​Mulher diz que conviveu com cadáver porque amigo pediu para 'não avisar ninguém'

Corpo tinha marca de pancada na cabeça

© Divulgação
A mulher que morava na mesma residência do cabeleireiro, José Rodrigues de Souza, de 64 anos, encontrado morto caído na cozinha em avançado estado de decomposição afirmou aos policiais que não teria informado a morte a pedido da vítima.

O corpo foi encontrado na manhã desta sexta-feira (1º/9), após um mecânico vizinho a residência sentir um odor e acionar a polícia. Quando equipes do Corpo de Bombeiros chegaram ao local chamaram pelo morador e sem resposta ao olhar pela janela visualizaram o corpo do idoso caído na cozinha. José não era visto há oito dias.

Eles arrombaram a porta momento em que a mulher apareceu e disse apenas morar com o cabeleireiro, mas que não era sua esposa. Ela contou que ele teria pedido que quando morresse não era para ela avisar a ninguém sobre sua morte, e por isso, ela não teria acionado a polícia.

O corpo estava em avançado estado de decomposição e tinha um ferimento na cabeça, que pode ter ocorrido por causa de uma pancada ou pela queda que possa ter sofrido. A polícia vai investigar o caso.

Ainda de acordo com informações, durante a conversa com os militares a mulher alternava respostas coerentes com respostas sem sentido. Vizinhos teriam dito que ela teria problemas psiquiátricos.

Fonte: Midiamax
Por: Thatiana Melo e Arlindo Florentino