Hamilton vence, garante dobradinha da Mercedes e assume a liderança - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

03/09/2017

Hamilton vence, garante dobradinha da Mercedes e assume a liderança

Lewis Hamilton venceu e Valtteri Bottas ficou em segundo

© Divulgação
Na manhã deste domingo foi realizado o Grande Prêmio da Itália, 13ª etapa da temporada de 2017 da Fórmula 1. Em Monza, a Mercedes foi superior e garantiu a dobradinha, com Lewis Hamilton vencendo e Valtteri Bottas em segundo, estragando a festa de 70 anos da Ferrari.

Por falar na escuderia italiana, Sebastian Vettel fechou o pódio e terminou na terceira colocação. Outro destaque da prova foi Daniel Ricciardo, da Red Bull, que ganhou 12 posições em relação à largada e foi o quarto, seguido por Kimi Raikkonen, da Ferrari. Já o brasileiro Felipe Massa, da Williams, foi o oitavo.

Com o resultado, Hamilton assumiu a liderança do campeonato, com 238 pontos. O tricampeão é seguido de perto por Vettel, dono de quatro títulos da F1, que tem três apenas três pontos a menos do que o britânico. Bottas permanece na terceira colocação, com 197 pontos.

A próxima corrida da temporada de 2017 da Fórmula 1 acontece no dia 17 de setembro, em Cingapura. Após a disputa em Monza, restam apenas sete provas para o final do campeonato.

A corrida 

O GP da Itália começou sem maiores problemas. Piloto com maior número de pole positions da F1, Lewis Hamilton largou decidido a manter a primeira colocação, e conseguiu. Lance Stroll, piloto mais jovem a largar na primeira fila na história da categoria, foi ultrapassado na saída por Esteban Ocon.

O momento mais emocionante da largada foi a briga finlandesa pelo quarto lugar. Valtteri Bottas foi ultrapassado por Kimi Raikkonen após as luzes vermelhas se apagarem. Contudo, em menos de uma volta, o piloto da Mercedes recuperou a posição e não demorou muito para assumir o segundo lugar.

Quem também saiu bem foi Max Verstappen. Após as três primeiras voltas, o holandês passou de 13º para 8º. Ao tentar ultrapassar Felipe Massa, que estava em 7º, os carros acabaram se tocando. Quem levou a pior foi o holandês, que teve problema na asa dianteira e no pneu dianteiro direito, tendo que fazer uma parada forçada nos boxes. O brasileiro também foi ao pit stop e perdeu posições.

Disposto a diminuir a diferença para as Mercedes, Sebastian Vettel foi com tudo para o ataque, ultrapassando Raikkonen, Stroll e Ocon, assumindo a terceira colocação. Outro que foi para cima foi Daniel Ricciardo. Após largar em 16º, o australiano da Red Bull foi conquistando posições e assumiu o quarto lugar.

A corrida ficou morna, e poucas ultrapassagens e disputas aconteciam. Vettel não conseguia se aproximar das Mercedes, que sobraram no circuito italiano. Por sua vez, Ricciardo, com boa estratégia na corrida, ganhava posições e diminuía a diferença para Sebastian. Faltando dez voltas para o final da prova, o piloto da Red Bull estava dez segundos atrás da Ferrari do tetracampeão.

Apesar de fazer voltas rápidas na parte final da prova, Ricciardo diminuiu a diferença para Vettel consideravelmente, mas não conseguiu a ultrapassagem. Bottas também se aproximou de Hamilton, mas o tricampeão manteve a ponta e garantiu a sexta vitória na atual temporada da Fórmula 1.

Confira abaixo a classificação final do GP da Itália.

1: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)

2: Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)

3: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)

4: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)

5: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)

6: Esteban Ocon (FRA/Force India)

7: Lance Stroll (CAN/Williams)

8: Felipe Massa (BRA/Williams)

9: Sergio Perez (MEX/Force India)

10: Max Verstappen (HOL/Red Bull)

11: Kevin Magnussen (DIN/Haas)

12: Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)

13: Nico Hulkenberg (ALE/Renault)

14: Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso)

15: Romain Grosjean (FRA/Haas)

16: Pascal Wehrlein (ALE/Sauber)

Não completaram

Jolyon Palmer (GBR/Renault)

Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren)

Fernando Alonso (ESP/McLaren)

Marcus Ericsson (SUE/Sauber)


Fonte: Terra