Deputado Dr. Paulo Siufi preside reunião da Comissão de Saúde - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

21/09/2017

Deputado Dr. Paulo Siufi preside reunião da Comissão de Saúde

© Divulgação
O deputado estadual Dr. Paulo Siufi presidiu a reunião desta quinta-feira, 21, da Comissão Permanente de Saúde da Assembleia Legislativa. O parlamentar informou a situação das tratativas com relação ao fechamento dos leitos psiquiátricos da Santa Casa. Durante o encontro, foram distribuídos dois projetos de lei para serem analisados pelos membros da Comissão. As propostas já passaram pela Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJR) e, se votadas pela tramitação, serão encaminhadas para segunda discussão dos parlamentares.

A primeira proposta foi o Projeto de Lei 89/2017, de autoria do deputado Dr. Paulo Siufi, que trata da obrigatoriedade das farmácias e drogarias de manterem recipientes para coleta de medicamentos, cosméticos, insumos farmacêuticos e correlatos, deteriorados ou com prazo de validade expirado. O PL será relatado pelo deputado Cabo Almi. O outro projeto, de número 105/2017, do deputado Renato Câmara, será relatado pelo deputado George Takimoto e institui a Semana Estadual de Prevenção de Doenças Ocupacionais.

Ao final, o deputado Dr. Paulo Siufi comunicou que participou como presidente da Comissão de Saúde da reunião no Ministério Público sobre o fechamento da ala psiquiátrica da Santa Casa, com os representantes dos órgãos ligados à saúde, como Defensoria Pública, médicos da entidade e Secretaria Municipal de Saúde. “Demos um avanço para que possa haver uma reflexão melhor para não se fechar os dez leitos da Psiquiatria. Ainda não ficou nada definido. Mas tem uma ação ajuizada pela Defensoria Pública e uma proposta da Secretaria de Saúde que será apresentada ao Ministério Público e encaminhada para avaliação da Diretoria da Santa Casa”, informou o presidente da Comissão, Dr. Paulo Siufi, e completou: “Teremos em breve uma resposta definitiva de não se fecharem os leitos da Santa Casa e, quem sabe, abrirmos mais outros”.

Fonte: ASSECOM