COXIM| Vereadores aprovam projeto que proíbe corte de energia durante fim de semana - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

14/09/2017

COXIM| Vereadores aprovam projeto que proíbe corte de energia durante fim de semana

© Divulgação
Após disputar voto a voto, os vereadores da Câmara Municipal de Coxim conseguiram aprovar o Projeto de Lei que de proíbe o corte de água e de energia elétrica nas sextas, sábados, domingos e vésperas de feriados. A iniciativa atende as reivindicações da população do município, que segundo os autores da proposta, Mecias e Franciel, tem sofrido com a atitude das referidas empresas. Na Sessão da última terça-feira (12), os vereadores tiveram dificuldades para aprovar a matéria.

De acordo com os vereadores, a sessão foi suspensa antes de começar a votação. Pelo menos sete vereadores se posicionaram favoravelmente ao projeto para atender as solicitações da maioria da população, que acusam a empresa de energia de fazer cortes sem aviso prévio em dias que o consumidor não pode recorrer. O texto ainda precisa ser sancionado pelo Aluízio São José (PSB). Segundo a matéria, em caso de suspensão dos serviços, as concessionárias têm de fazer aviso prévio ao morador. O vereador Edmir Cândido (PMDB), antes da votação pediu vistas do Projeto, mas foi rejeitado pela maioria dos pares da Casa de Leis.

Conforme o vereador Abílio (PT), que votou contra, caso o projeto seja sancionado a Prefeitura de Coxim pode ter de pagar as custas dos advogados das concessionárias, “que com certeza vão acionar a Justiça caso o prefeito sancione a Lei”, disse. O vereador autor Franciel Oliveira (PSB), defendeu a matéria enfatizando que com a aprovação, a Câmara está fazendo a sua parte, para coibir os abusos praticados por parte das empresas que fornecem água e energia. “Se a lei for questionada e considerada inconstitucional, paciência”, disse o parlamentar.

O outro autor do projeto, Mecias disse que “nada mais justo em defender a solicitação do povo, nós vereadores fomos eleitos para defender o povo e não uma empresa que vem lesando uma comunidade. Fui eleito para fiscalizar, estou fazendo o meu papel, o povo está descontente da forma que empresa de Energia vem realizando seus cortes nas residências, desta forma me posicionei a favor de uma comunidade sofrida e contra a empresa que acha que tudo pode. Agora com essa Lei de minha autoria, aprovada por sete vereadores, o povo volta a ser respeitado em nossa comunidade” finalizou.

A proposta foi aprovada por sete parlamentares. Os vereadores que votaram a favor do projeto de Lei foram Mecias, Franciel, Marquinhos, Sinval, Lucia, Odes e Careca. Já os que emitiram votos contrários são Kelé, Edemir, Carlão, Dinalva e Abílio. Na oportunidade, o presidente da Câmara disse que só votaria em caso de empate, que não foi o caso.

Fonte: ASSECOM