Com políticos, familiares e amigos, Pedro Pedrossian é velado no Parque dos Poderes - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

22/08/2017

Com políticos, familiares e amigos, Pedro Pedrossian é velado no Parque dos Poderes

Família se reuniu ontem para despedida

© Cleber Gellio
Ex-governador de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Pedro Pedrossian começou a sentir falta de ar mais grave nesta segunda-feira (21), quando a família se reuniu para sua despedida, segundo Pedro Pedrossian Filho relatou no início do velório nesta terça-feira (22) no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, situado no Parque dos Poderes.

O corpo de Pedrossian chegou por volta das 10h30, carregado pelos seus filhos e netos. “Ontem a família já estava esperando. Ele sempre foi falante, reclamão e ontem estava sereno e calado. Ele começou a ficar com mais falta de ar que o normal. O médico o sedou às 21h e fiquei com ele até meia noite. Às 3h, o enfermeiro constatou a morte”.

O filho destaca que a saúde do ex-governador, de 89 anos, estava piorando há sete anos, quando ele teve uma queda e quebrou a perna. “Ficou com a mobilidade reduzida e ano passado já nos preparamos para este momento, quando ele ficou internado”.

Pedrossian teria pedido para ficar em casa e acabou ‘se curando’ sozinho, disse o filho. “Ele já não andava, não enxergava, ouvia muito pouco e não respondia muito”.

O filho disse que há algum tempo Pedrossian teria feito um plano de governo para Campo Grande, com a previsão de construção de três hospitais. “Ele disse que havia dinheiro em caixa para isso”, lembra o filho.

“Ele não se orgulhava de ter feito as obras, mas sim de ter tido o apoio das pessoas para fazê-las. O Palácio Popular da Cultura, por exemplo, foi feito com recursos próprios, sem nenhum centavo de Brasília, na época em que a receita era de 24 milhões de dólares. Era contabilizado assim por conta da inflação”, finalizou o filho.

O velório segue até às 16h e o sepultamento acontece às 16h30 no Cemitério Parque das Primaveras. Pedrossian deixa seis filhos, 11 netos e 12 bisnetos.

Pedro Pedrossian

Por duas vezes, Pedrossian foi governador de Mato Grosso do Sul, deixando um legado de grandes obras para o Estado.

Pedro Pedrossian nasceu em Miranda, no então Estado de Mato Grosso, no dia 13 de agosto de 1928, filho de João Pedro Pedrossian e Rosa Mardini Pedrossian, ambos de origem armênia.

Após concluir os estudos secundários no Mato Grosso, o ex-governador decidiu se graduar em engenharia civil pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Concluídos os estudos, ele voltou para o Mato Grosso, como engenheiro residente da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, em Três Lagoas.

Após seguir carreira nas ferrovias de Campo Grande e de Bauru, foi eleito governador pelo então PSD, em 1965, para o Estado de Mato Grosso. Foi o candidato a governador mais votado em toda a história de Mato Grosso, com 109.905 votos.

Em 1971, perdeu o governo do Mato Grosso após a eleição de José Fragelli pela Assembleia Legislativa do Estado. Em 1978, foi eleito como senador, filiando-se em 1979 ao PSD.

Em 1980, após a deposição de Marcelo Miranda e Harry Amorim no governo de Mato Grosso do Sul, Pedrossian foi nomeado como governador do Estado pelo então presidente João Figueiredo, renunciando ao posto de senador até 1982.

Em 1991, foi reeleito para o posto de governador. Em 1998, Pedrossian tentou se reeleger para o governo. Seu nome não foi para segundo turno, e o ex-governador decidiu apoiar Zeca do PT, que se elegeu na época.

Fonte: Midiamax
Por: Evelin Cáceres e Jéssica Benitez