CCR anuncia na Assembleia que retoma em setembro obras na BR-163 - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

22/08/2017

CCR anuncia na Assembleia que retoma em setembro obras na BR-163

Após reunião nesta terça-feira na AL, o o diretor-presidente da empresa concessionária CCR MSVia, Roberto de Barros Calixto, anunciou a retomada das obras em 01 de setembro (Foto: Leonardo Rocha)
Paralisadas desde o dia 12 de abril, as obras de duplicação da BR-163 em Mato Grosso do Sul serão retomadas a partir do dia 1.º de setembro, anunciou o diretor-presidente da empresa concessionária CCR MSVia, Roberto de Barros Calixto, após participar de reunião com deputados e prefeitos de cidades do entorno da rodovia, nesta terça-feira, 22, na Assembléia Legislativa, em Campo Grande.

Até lá, segundo ele, a empresa vai aguardar a edição da Medida Provisória sobre o alongamento do prazo de conclusão das obras, renegociação de financiamento com liberação de mais recursos e licenças ambientais.

“Com essa Medida Provisória teremos 14 anos para terminar a duplicação”, frisou ele. As obras foram iniciadas em 2014 com previsão de conclusão em cinco anos, ou seja, em 2019. Dos quase 800 km previstos, só 140 km foram duplicados até agora.

Na reunião que teve a participação dos prefeitos de Rio Verde, Mario Kruger, de Rio Brilhante, Donato Lopes da Silva (PSDB), de Caarapó, Mário Valério (PR), dos deputados Junior Mochi, Zé Texieria, João Grandão, Coronel David, Beto Pereira, Amarildo Cruz, Rinaldo Modesto, Felipe Orro e Maurício Picarelli, ficou definido que será solicitada uma agenda na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), em Brasília, para tentar apressar a Medida Provisória.

“Novamente a CCR reiterou o compromisso de retomar as obras, e que está aguardando a MP para alongar o prazo do término das obras, e junto com a bancada federal vamos marcar uma reunião na ANTT para saber quando a MP será editada pelo Governo Federal”, disse o presidente da Assembléia, Júnior Mochi.
Dos quase 800 km previstos, só 140 km foram duplicados até o momento pela concessionária (Foto: Arquivo)
O prefeito de Rio Verde de Mato Grosso, Mário Kruger, comemorou a notícia de que a empresa vai retomar as obras em setembro.

“A expectativa é grande. A retomada significa recursos do ISS (Imposto Sobre Serviços) no caixa das prefeituras do entorno. Com as obras paradas os municípios ficam sem receber pelo menos R$ 77 milhões de ISS. Só a parte de Rio Verde é de R$ 250 mil a R$ 300 mil por mês e isso representa muito para nós”, comentou Mário Kruger.

Histórico 

Em abril, a CCR MS Via suspendeu as obras de duplicação da BR-163, que corta o Estado de Norte a Sul, e protocolou na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) pedido de revisão do contrato. No documento, a empresa pediu revisão do contrato, condições normais de financiamento e licenças ambientais regularizadas.

A BR-163 cruza 21 municípios em Mato Grosso do Sul, desde Sonora, na divisa com Mato Grosso, até Mundo Novo, na divisa com o Paraná. Dos 845,4 km concedidos, a concessionária deveria duplicar 798,3 km. As praças de pedágio foram ativadas em setembro de 2015 após a duplicação de quase 90 quilômetros da via.

Os postos de cobranças foram instalados em Mundo Novo, Itaquiraí, Caarapó, Rio Brilhante, Campo Grande, Jaraguari, São Gabriel do Oeste, Rio Verde de Mato Grosso e Pedro Gomes. Para veículos de passeio, os valores vão de R$ 4,60 a R$ 7,40. Caso esse veículo faça o trajeto de Mundo Novo a Sonora, os pedágios totalizam R$ 55,40.

Fonte: campograndenews
Por: Paulo Nonato de Souza e Leonardo Rocha