Brasil Central defende atuação das Forças Armadas nas fronteiras do país - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

04/08/2017

Brasil Central defende atuação das Forças Armadas nas fronteiras do país

Governadores estão reunidos nesta manhã. (Foto: Marcos Ermínio)
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou hoje que o consórcio Brasil Central vai pleitear uma presença forte das Forças Armadas nas fronteiras do país. Durante o Fórum que acontece em Campo Grande, os representantes do estados aproveitaram para discutir segurança.

Segundo ele, a ideia é unificar os núcleos de inteligência das policiais estaduais, já com tratativas em andamento no centro-Oeste, para diminuir o impacto do contrabando de armas e drogas no país.

"Somos porta de entrada, mas esses contrabandos e descaminhos refletem num país como um todo, inclusive nos grandes centros como São Paulo e Rio de Janeiro", disse ele, que já defendeu junto ao presidente Michel Temer (PMDB) a atuação de militares na fronteira.

Vizinhos 

O governador do Mato Grosso, Pedro Taques, disse que os secretários de segurança pública dos estados do Brasil Central já estão elaborando ações conjuntas, junto ao Ministério da Justiça para solucionar a segurança na fronteira.

Já Marconi Perillo, governador de Goiás, afirma que apoia integralmente a proposta do governador Reinaldo, tenho defendido mudanças na política nacional de segurança. "Os estados não podem arcar sozinhos com a fronteira", disse completando que mais de 80% dos crimes praticados no território nacional decorrem do tráfico de drogas e armas, que entram principalmente pelas fronteiras.

"Eu defendo que um terço das Forças Armadas de terra, água e mar, sejam deslocadas para a segurança das fronteiras. Se conseguirmos fechar, resolveremos boa parte dos nossos problemas. O Brasil não tem guerra com ninguém, então centenas de homens e mulheres bem preparados que temos nas Forças Armadas precisam ser bem utilizados".

Fonte: campograndenews
Por: Priscilla Peres, Lucas Junot e Mayara Bueno