ANTÔNIO JOÃO| Prefeitura e Fundação Ulysses Guimarães oferecem curso de oratória - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

31/08/2017

ANTÔNIO JOÃO| Prefeitura e Fundação Ulysses Guimarães oferecem curso de oratória

© Divulgação
A Prefeitura de Antônio João em parceria com a Fundação Ulysses Guimarães ofereceu na noite de terça-feira, dia 29, o curso de dicção e oratória. Totalmente gratuito o curso atendeu um grupo de 70 pessoas, formado por pessoas das mais diversas áreas do município. As aulas ensinaram os alunos a usar a comunicação com eficiência, eficácia e efetividade, apresentando um conjunto de técnicas para que ao falar em público a pessoa consiga ser convincente e ao mesmo tempo impactante.

Apresentado pela professora Maria Emília Ramalho Sulzer, presidente da Fundação Ulysses Guimarães, em Mato Grosso do Sul, o curso teve vídeos-aulas com os professores Joel Adriano Maciel e Paulo Ricardo de Oliveira, mostrando que existem pessoas com facilidade de falar, outras de convencer, mas algumas falam muito e dizem pouco e outros falam pouco mas dizem muito. Um orador falastrão, segundo eles, corre o risco de se enrolar no próprio discurso e perder o rumo da fala. Ele pode estar mais preocupado em chamar a atenção do que em deixar uma contribuição.
© Divulgação
Os professores ressaltam na apresentação do curso que “as pessoas não se reúnem para ouvir o que já conhecem, por isso é preciso que o orador produza acréscimo de conhecimento para o seu público. Um bom discurso é como uma boa refeição, precisa ser balanceado para nutrir a fome de saberes com seus conteúdos. Deve compor-se da inteligência e da leveza que transmitem alento; da perspectiva e da esperança para os olhos e os ouvidos de seu público. Falar bonito até pode embelezar o palco com os adornos propiciados pelo orador, mas a beleza da oratória não necessariamente corresponde à capacidade de convencimento. Beleza ajuda, mas se não convence de pouco adianta”.

Durante o curso eles explicam a importação da qualificação do orador. “Antes de saber como dizer é preciso ter o que dizer. Ninguém segue alguém que não sabe aonde vai. Somente pode persuadir quem estiver persuadido e convencer quem estiver convencido. Ninguém vende o que não compra. Não há impacto em discurso superficial. Por isso, a preparação é a chave para o sucesso no palco, seja em que palco for”. O curso propiciou aos alunos o contato com ferramentas práticas, com abordagem qualificada que trata da comunicação de forma mais ampla, penetrando em alguns dos meandros estratégicos desta habilidade humana.

O secretário municipal de Governo, Afrânio Marques, agradeceu a presença da presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Maria Emília, destacando o currículo da professora com atuação em cursos de várias e importantes universidades, entre eles o de serviço social da UCDB; administração, da Facsul; Universidade Nacional de Brasilia; tem mestrado em política social pela Pontificia Universidade Católica – PUC – de São Paulo; além de ter exercido o cargo de vereadora em Campo Grande no período de 1996 a 2008; de secretária de Assistência Social da Capital, de 1985 a 1988; e secretária da Criança e do Adolescente, de Campo Grande, de 1991 a 1996.

Fonte: ASSECOM