Ação conjunta pode derrubar todo o decreto do Executivo sobre Parque dos Poderes - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

31/08/2017

Ação conjunta pode derrubar todo o decreto do Executivo sobre Parque dos Poderes

© Toninho Souza​
Indignado com o Decreto do Governo do Estado, publicado no Diário Oficial de ontem, proibindo qualquer tipo de manifestação no Parque dos Poderes, o segundo secretário da Assembleia Legislativa, deputado estadual Amarildo Cruz (PT) usou hoje (31) a tribuna para repudiar a medida.

O parlamentar disse que a revogação do inciso V do artigo 2º, que diz "a realização de concentração de pessoas, eventos ou reuniões, independentemente de sua finalidade, sem prévia autorização da Secretaria de Estado de Governo" não é suficiente e afirmou que entrará com uma ação conjunta com várias entidades de classe para derrubar o decreto em sua totalidade.

"O decreto do Executivo é inconstitucional e afronta a liberdade e a dignidade humana, deixando claro o modelo de governo de exceção que administra Mato Grosso do Sul. Um governo que cerceia o direito do cidadão de se organizar e se manifestar. Por isso vamos impetrar uma ação conjunta, para derrubar de uma vez por todas esse retrocesso", comentou o parlamentar.

Amarildo Cruz disse ainda que se a intenção do governador Reinaldo Azambuja era conter as manifestações que podem vir a acontecer, o decreto foi um tiro no pé. "A atitude do governo só fortalece as categorias que têm o direito de se manifestar de forma pacífica, na busca constante por melhores condições de trabalho, por valorização e por salários dignos", finalizou.

Fonte: ASSECOM