Últimos dias para aproveitar a Beef Week MS - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

27/07/2017

Últimos dias para aproveitar a Beef Week MS

Até o dia 30 de julho 55 estabelecimentos de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Bonito oferecem pratos com carne bovina com preço de até R$ 60,00

© Divulgação
Vai até o dia 30 de julho a segunda edição da Beef Week MS, que conta com a participação de 55 restaurantes das cidades de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Bonito. Os estabelecimentos dos mais variados perfis oferecem pratos especiais com carne bovina, a maior parte criada especialmente para a ocasião, com preços que vão até R$ 60,00.

“Apostamos num prato tradicional, preparado com gado da raça Brangus, o que traz um diferencial. A aceitação do prato está além das expectativas, todos os dias temos elogios e uma grande procura pelo prato. O ossobuco de brangus com polenta cremosa, apresentado na sua forma mais rústica e próxima do corte original, trouxe um requinte e embelezamento para o prato. Não é um prato fácil de fazer, mas apostamos na qualidade do produto, procurando o melhor fornecedor e nas melhores técnicas culinárias para atingir a excelência”, conta Jorge Campos, sócio proprietário do MaÓ Buteco Gastronômico. “É de extrema importância proporcionar ao consumidor o conhecimento de toda a cadeia produtiva, desde a cria do bovino, abate nos frigoríficos, produção industrial, logística, até chegar à sua mesa. A edição deste ano está muito mais abrangente, tanto com relação aos participantes quanto às cidades que aderiram ao festival. São notórias as melhorias a cada ano e que o sucesso será sempre maior”, analisa o empresário.
© Divulgação
“O campo-grandense em si é muito carnívoro, então o nosso prato foi um T-bone de quase 500g e as pessoas gostaram muito. Muita gente veio procurar o nosso prato da Beef Week, ou seja, através do festival que conheceram nosso restaurante. Fico muito satisfeito. É o segundo ano que participo e tenho certeza que para os próximos anos vai aumentar ainda mais”, declara o chefe de cozinha do Domus Bitrô, André Nardo. Segundo ele, o corte de T-bone já existia, mas foi remodelado especialmente para a Beef Week e, devido ao sucesso, permanecerá no cardápio.

A Beef Week MS é promovida pelo Terraviva Eventos, Abrasel MS – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Sistema Famasul - Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul e Semagro – Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar / Governo do Estado, com apoio da ACPP - Associação dos Cozinheiros Profissionais do Pantanal. A edição de 2017 da Beef Week MS tem o patrocínio da cerveja Bamboa, Linguiça Guarania, Fecomércio MS – Sesc Senac IPF, MS Gás, PROPEQ – Programa Estadual de Apoio aos Pequenos Negócios, Sebrae e Senac.

A lista completa dos pratos e restaurantes participantes da Beef Week MS pode ser consultada em www.beefweekbrasil.com.br.

Sobre a Beef Week

A Beef Week teve início em 2016, tendo sido realizada em Cuiabá (MT), Campo Grande (MS) e São Paulo (SP), na mesma época da InterCorte, evento itinerante que percorre alguns dos principais pólos de produção pecuária do Brasil.

Em 2017, já foi realizada no mês de março em Mato Grosso, com a participação de restaurantes de Cuiabá e Chapada dos Guimarães, e em maio na cidade de Uberaba (MG) durante a Expozebu.

Além da edição de Mato Grosso do Sul, em 2017 a Beef Week será realizada em São Paulo, no mês de novembro.

A InterCorte e a Beef Week fazem parte do “Integrar para Crescer”, plataforma de comunicação que envolve eventos e ações com o intuito de disseminar informação de qualidade, reverberando os temas e discussões relevantes ao setor em um programa semanal de mesmo nome, que vai ao ar aos domingos pelo Canal Terraviva, do Grupo Bandeirantes de Comunicação. O Caminho do Boi, Dia do Produtor, manifesto #SomosdaCarne e Interconf fazem parte da plataforma. O movimento #SomosdaCarne, que nasceu para valorizar as iniciativas da cadeia produtiva e melhorar a visão que se tem a respeito tanto por quem produz como por quem consome.


Fonte: ASSECOM