Header Ads

Campo Grande (MS),

TRÊS LAGOAS| Saúde promove curso de Acolhimento e Classificação de Risco Obstétrico

Servidores da UPA, Unidades Básicas e do Hospital Auxiliadora participaram da capacitação para humanização e melhorias do atendimento 

© Divulgação
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas promoveu no início deste mês (julho) um Curso de Acolhimento e Classificação de Risco (ACCR) em Obstetrícia, nas dependências do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora .

O curso, organizado em parceria com o Hospital Auxiliadora, foi ministrado por uma equipe de instrutores da Escola de Saúde Pública “Dr. Jorge David Nasser “, de Campo Grande, atendendo a pedido da Prefeitura de Três Lagoas, por meio da SMS, encaminhado à Secretaria Estadual de Saúde.

Frequentaram este curso, de dois dias, enfermeiros e enfermeiras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e servidores de diversas áreas de atendimento do Hospital Auxiliadora, totalizando 30 participantes.
© Divulgação
A diretora de Saúde Coletiva da SMA, Carolina Ramalho Masuko, informou que o conteúdo deste curso de capacitação dos servidores teve como base as especificações contidas no Manual de Acolhimento com Classificação de Risco em Obstetrícia, lançado pelo Ministério da Saúde, em maio de 2014.

Como consta na introdução do referido manual, “trata-se de um instrumento destinado a favorecer a organização das portas de entrada dos serviços de urgência obstétrica, garantindo acesso com qualidade às mulheres no período gravídico puerperal e assim impactar positivamente nos indicadores de morbidade e mortalidade materna e perinatal”.

Carolina explicou que, “o acolhimento traduz-se na recepção do usuário nos serviços de saúde pública, desde a sua chegada à Unidade, responsabilizando-se integralmente por ele, ouvindo sua queixa e permitindo que ele expresse suas preocupações”.

O acolhimento, como primeiro procedimento direto ao paciente, é importante para a obtenção de bons resultados no processo do diagnóstico e medidas adequadas que deverão ser tomadas para a solução “das queixas e preocupações do paciente”, disse.

Ferramenta

Segundo foi exposto no referido curso, a Classificação de Risco é uma ferramenta de apoio à decisão clínica que tem como propósito a pronta identificação da paciente, em situações críticas ou mais graves, assegurando um atendimento rápido, seguro e eficiente, de acordo com o potencial de risco em que se encontra.

“É uma ferramenta de apoio à decisão clínica que tem como propósito a pronta identificação do estado em que se encontra a paciente”, resumiu Carol.

“O objetivo principal deste curso e da capacitação periódica que a SMS proporciona aos servidores é o que chamamos de humanização da saúde, agilizando também o atendimento e procedimentos de casos de alto risco para evitar posteriores complicações de saúde”, ressaltou a diretora da Saúde Coletiva.

Próximos cursos

Com a mesma finalidade, de continuar aprimorando a qualidade de atendimento à saúde da população, a Prefeitura de Três Lagoas, por meio da SMS, programou os seguintes cursos:

- Capacitação de Práticas Odontológicas, no Plenarinho da Câmara Municipal, na próxima terça-feira, 11 de julho.

- Oficina de Capacitação em Hanseníase, no Crase Coração de Mãe, nos dias 20 e 21 de julho.

- Oficina de lançamento e capacitação do Guia de Pré-Natal do Homem para profissionais de Saúde e do Guia de Saúde do Homem para Agentes Comunitários de Saúde, na Unidade II da UFMS, Campus Três Lagoas, nos dias 25 e 26 de julho.

Fonte: ASSECOM
Tecnologia do Blogger.