Suspeito de estuprar menina de 10 anos nega crime e entrega provas de calúnia à polícia - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

28/07/2017

Suspeito de estuprar menina de 10 anos nega crime e entrega provas de calúnia à polícia

Amigos e familiares pedem Justiça após difamação de jovem

© Ilustração
Depois de ser acusado pela ex-sogra de estuprar uma menina de 10 anos, jovem de 23 anos nega o crime e revela que a família da ex-namorada o acusa sem provas. Em sua versão, o rapaz conta que sofreu uma tentativa de homicídio e tem sofrido ameaças após divulgação de suas fotos no site de vendas OLX e redes sociais.

O boletim de ocorrência de tentativa de homicídio, calúnia e difamação, registrado pelo jovem no último dia 22 de julho, informa que na noite na última sexta-feira (21) estava na casa de sua ex-namorada, de 17 anos, quando a adolescente teria o atacado com golpes de faca, por instigação da mãe. O motivo da tentativa de homicídio seria por causa de uma traição. Para se defender dos golpes, o rapaz teria sofrido cortes nas mãos.

Ainda conforme relato do rapaz, na mesma noite, a ex-sogra o acusou de ter estuprado uma de suas filhas, de 10 anos, mas pontua que a queixa é infundada, pois teria ido até a casa da ex somente naquela noite, pois nos dias anteriores estava viajando, a trabalho.

PROVAS DE CALÚNIA

No último dia 22, uma das irmãs do rapaz foi até a delegacia e entregou um pen drive com informações relacionadas ao crime e, na última segunda-feira (24), familiares do jovem complementaram o registro de ocorrência com 30 páginas impressas de conversas com a ex-sogra e a ex-namorada, em que confessam as lesões e a calúnia.

Os fatos foram narrados no boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro, mas o Jornal Midiamax não teve acesso às impressões.

A família da criança de 10 anos informa que a menina já passou por exames, mas não informou o resultado.

Fonte: Midiamax
Por: Danielle Valentim