Operação sigilosa trouxe presos de outros Estados para o presídio federal - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

14/07/2017

Operação sigilosa trouxe presos de outros Estados para o presídio federal

Movimentação com avião da Polícia Federal no aeroporto da Capital, na manhã desta quinta-feira (Foto: Direto das Ruas)
Além da transferência de internos do Presídio Federal de Campo Grande para outros Estados, a operação do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), que começou na quarta-feira (12), trouxe presos de alta periculosidade para a Capital.

Por meio de nota, o Depen informou que foram feitas 18 devoluções de internos que estavam no SPF (Sistema Penitenciário Federal) para seus Estados de origem. Sem detalhar os números, o departamento informou que parte deles veio para Mato Grosso do Sul e o restante foi levado para o Maranhão e para Roraima.

O Depen confirma ainda a transferência de sete internos, sem informar os locais, entre unidades federais e ainda a inclusão de outros sete presos, vindos de Rondônia, no SPF.

Cinco remoções - Na quinta-feira (13), o site Campo Grande News apurou que pelo menos cinco detentos do Presídio Federal de Campo Grande foram transferidos pela Polícia Federal.

Segundo agentes do Depen, a operação tinha o intuito de fazer um rodízio entre encarcerados nas outras unidades. “Basicamente é mudar os detentos de lugar dentro do próprio sistema federal.

Uma coisa complexa, que envolve todas as unidades. Campo Grande vai receber novos presos também, mas não podemos divulgar os nomes”, afirmou um dos agentes, que atua na Capital.

A reportagem apurou ainda que um dos removidos do Estado é um líder da facção criminosa Família do Norte (FDN), responsável por uma série de chacinas ocorridas no sistema prisional do Amazonas e que estava em Mato Grosso do Sul desde fevereiro.


Fonte: campograndenews
Por: Anahi Zurutuza