Black Friday deve movimentar US$ 30 milhões no comércio da fronteira - JORNAL CORREIO MS

Campo Grande (MS),

LEIA TAMBÉM

Post Top Ad

28/07/2017

Black Friday deve movimentar US$ 30 milhões no comércio da fronteira


Evento de lançamento da campanha, realizado hoje em Pedro Juan (Foto: Divulgação)








Mesmo com a economia retraída, a Black Friday, realizada na região de fronteira entre o Brasil e o Paraguai, deve movimentar US$ 30 milhões. A expectativa é dos organizadores da campanha, que chega neste ano à sua sétima edição. Com produtos vendidos pela metade do preço, a Black Friday deve atrair cerca de 100 mil turistas às cidades fronteiriças de Mato Grosso do Sul e do país vizinho.

A campanha promocional foi lançada nesta sexta-feira (28) em Pedro Juan Caballero, com presença de comerciantes, imprensa e autoridades locais. Durante o evento, foram informados detalhes da edição deste ano do Black Friday, que ocorre de 7 a 10 de setembro nas lojas do lado paraguaio e nos dias 8 e 9 do mesmo mês no comércio brasileiro.

Pelo menos 39 lojas, entre elas Shopping China, Planet Outlet, Studio Center, Pneus Porã e Alta Vista Importados, participarão da campanha. Os lojistas devem aplicar descontos de até 50% no preço dos produtos ofertados.

A Câmara de Industria, Comércio e Turismo de Pedro Juan Caballero e a Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã esperam atrair cerca de 100 mil pessoas para as cidades durante o período de promoção e movimentar cerca de U$ 30 milhões no comércio da fronteira.

A organização do evento ficará a cargo novamente da HS Comunicação, empresa de Campo Grande, que foi responsável pela realização da promoção no ano passado.

“Nós queremos garantir aos turistas a melhor experiência de compras nesse evento. Por isso nos certificaremos de que as lojas cumprirão com o papel de dar os descontos de maneira real”, afirma Carlos Joaquim Motta, coordenador de atendimento da HS Comunicação.


Fonte: Campograndenews
Por: Osvaldo Júnior
https://www.campograndenews.com.br/economia/black-friday-deve-movimentar-uss-30-milhoes-no-comercio-da-fronteira