Header Ads

Campo Grande (MS),

Balanço: Cijus aproximou a justiça do cidadão na Capital

© Divulgação
Inaugurado no dia 8 de dezembro de 2016, no primeiro semestre de 2017 o Centro Integrado de Justiça (Cijus) já atendeu 15.935 cidadãos que procuraram os serviços do Poder Judiciário de MS. Localizado estrategicamente no centro de Campo Grande, o Cijus é um prédio moderno que proporciona conforto e agilidade para a população e para os profissionais que ali atuam.

A estatística de atendimentos refere-se aos meses de janeiro a junho, quando todas as audiências das Varas dos Juizados Especiais começaram a ser realizadas no Cijus. Dentre os serviços fornecidos aos cidadãos, o da Atermação é um dos mais procurados todos os dias, pois é o local em que o cidadão pode tirar suas dúvidas e, caso necessite, propor demandas sem a necessidade de um advogado ou defensor público.

De janeiro até 30 de junho foram ajuizadas mais de 26 mil ações, sendo 2.958 criminais e 23.340 cíveis, totalizando 26.298 ações ajuizadas tanto por meio físico quanto digital. Todos os dias há audiências de conciliação e instrução e julgamento.

O juiz diretor dos Juizados Especiais de Campo Grande, Emerson Cafure, enfatiza que o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul está entre os melhores do Brasil devido ao comprometimento de magistrados e servidores. “Além disso, o investimento que a administração do TJMS realizou ao longo dos anos contribuiu para a construção de um judiciário mais eficiente”, completou.

Para o advogado Luis Salgado Rocha, o investimento e a disponibilização do Cijus em um prédio moderno melhorou muito a vida do advogado e das partes que buscam a solução de suas causas, com mais agilidade e sem dificultar a resolução de seus problemas. “O que me surpreendeu positivamente foi o investimento realizado em tecnologia e no conforto das novas instalações, valorizando os profissionais e os demais cidadãos que frequentam o local”.

Vale lembrar também que para entrar com uma ação de até 20 salários-mínimos não preciso advogado: basta levar os documentos pessoais e os documentos que comprovem o direito. Foi o caso do corretor de imóveis Dênis Alcântara, que procurou a justiça para receber informações e tirar dúvidas de procedimentos jurídicos e saiu muito satisfeito. “Muita comodidade e segurança no interior do prédio e de fácil acesso. Fui muito bem atendido e gostei da atenção e dos esclarecimentos dos servidores que trabalham com respeito ao público”.

Além desses atendimentos, o Cijus conta também com um cartório eleitoral onde o cidadão pode emitir o seu título de eleitor, bem como verificar suas pendências perante a justiça eleitoral.

Fonte: ASSECOM
Tecnologia do Blogger.