Header Ads

Campo Grande (MS),

A cada sete horas, uma pessoa é vítima de bala perdida no Rio

O estudo mostra que 632 pessoas foram baleadas de janeiro até o último dia 2, sendo 67 vítimas fatais, apenas neste ano

© Bruno Domingos/Reuters
O Rio de Janeiro tem em média uma pessoa vítima de bala perdida a cada sete horas somente neste ano. O levantamento, com base em dados da Polícia Civil e realizado pelo jornal Extra, mostra que 632 pessoas foram baleadas de janeiro até o último dia 2, sendo 67 vítimas fatais.

Segundo informações do estudo, atualmente, são contabilizadas como vítimas de balas perdidas pessoas atingidas por um disparo de arma de fogo que não eram alvo do atirador. A violência continua sendo mais visível em áreas pobres. Na cidade do Rio, o número chegou a 145 feridos. O índice mais elevado está no Complexo da Maré. Já fora da capital, a Baixada Fluminense lidera o ranking, com 154 ocorrências.

"Não há uma política de segurança voltada para população. O que temos é uma política de confronto em determinadas regiões da cidade. E o estado tem que se responsabilizar por essas mortes", disse, à reportagem, a antropóloga e ex-diretora do Instituto de Segurança Pública (ISP), Ana Paula Miranda.

Fonte: NAOM
Tecnologia do Blogger.